Google
 
Quarta-feira, 31 de Outubro de 2007

Academia Politécnica do Porto (Memórias)

Photo Sharing and File Hosting at Badongo.com

O desenvolvimento da engenharia, e do seu ensino, na cidade do Porto estão indissociavelmente ligados à criação da Academia Politécnica. No entanto, as suas origens são anteriores, remontando a 1762, quando os grandes comerciantes da cidade decidiram instalar no Colégio de Nossa Senhora da Graça dos Meninos Órfãos - fundado pelo padre Baltazar Guedes em 1651 -, uma Aula de Náutica. Esta, tinha por objectivo principal a formação de oficiais da Marinha, nomeadamente para a direcção dos navios de guerra da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, capazes de proteger o seu comércio marítimo contra os ataques de piratas e corsários que se aproximassem da costa portuguesa.
Alguns anos mais tarde, em 1779, sob proposta da Junta Administrativa da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, è criada uma Aula de Desenho e Debuxo destinada a cuidar da educação artística dos portuenses, tendo sido então frequentada por alguns dos mais célebres artistas da cidade, como Francisco Vieira, o "Vieira Portuense". Em 1803, as duas Aulas são incorporadas na nóvel Academia Real da Marinha e Comércio, igualmente administrada pela já referida Junta da Companhia Geral da Agricultura.
O projecto da sua criação era, contudo, mais ambicioso, contemplando a construção de um novo edifício escolar, nos terrenos do Colégio da Graça, destinado às suas futuras instalações. Para o efeito, a Junta lançou um imposto específico destinado a custear as obras, que se previam dispendiosas - o denominado "subsídio literário" -, o qual incidia sobre cada quartilho de vinho vendido no Porto e no território sob a jurisdição da Companhia, que se juntava às verbas disponibilizadas pela Câmara e pela própria Companhia Geral da Agricultura.
As futuras instalações da Academia Real da Marinha e Comércio foram inicialmente projectadas por José da Costa e Silva, logo em 1803, mas quatro anos mais tarde Carlos Amarante, um dos últimos engenheiros militares do século XVIII, projectou um novo edifício cuja construção iria contudo prolongar-se por um longo período.
A extinção dos monopólios e privilégios que tinham sido concedidos à Companhia Geral da Agricultura, decretada em 1834, após a vitória definitiva do liberalismo, acarretou profundas implicações no andamento das obras de construção do edifício da Academia Real da Marinha e Comércio, passando então a sua direcção para as mãos do Estado. Dois anos mais tarde, com a grande reforma geral do ensino empreendida por Passos Manuel, a Academia Real da Marinha e Comércio foi extinta e em seu lugar criada a Academia Politécnica do Porto.
Pela primeira vez, de uma forma clara, os seus objectivos contemplavam a formação de "engenheiros civis de todas as classes, tais como os engenheiros de minas, os engenheiros construtores e os engenheiros de pontes e estradas", entre muitas outras atribuições nas quais se incluíam, por exemplo, a formação de "directores de fábricas" e "em geral, os artistas". O país, e a Cidade Invicta, despertavam então para as necessidades decorrentes de uma industrialização que corria célere por essa Europa, mas que entre nós ainda não dispunha dos quadros indispensáveis para a sua exequibilidade.
É necessário efectuar aqui um parêntesis para destacar alguns dos homens que deram corpo a este projecto da Escola Politécnica, alguns deles por ela formados e outros ainda seus professores, como José Vitorino Damásio, José de Parada e Silva Leitão, Gustavo Adolfo Gonçalves de Sousa, Álvares Ribeiro, Diogo Kopke, e tantos outros que constituíram aquela que podemos designar pela primeira geração engenheiros portuenses.
Técnicos de craveira nacional e internacional, formavam uma plêiade de homens de ciência e de cultura que marcaram a vida portuense ao longo de todo o século XIX, sendo de elementar justiça, no preciso momento em que o Congresso da Ordem dos Engenheiros se realiza no Porto e tem por tema principal "Engenharia e Cultura", salientar o seu enorme valor e a dedicação com que desinteressadamente serviram o país e a Cidade Invicta.
Regressando ao edifício da Academia Politécnica, não obstante se encontrar ainda por concluir, irá conhecer em 1862 uma nova alteração do seu projecto, até que em 1885, a própria Academia irá ser alvo de uma profunda reforma, sendo dotada de uma biblioteca, laboratórios, gabinetes e museus, para além de novos programas de estudo, nomeadamente ao nível dos cursos de engenharia, com a reformulação dos cursos de engenheiros de obras públicas, de minas e, ainda, de engenheiros industriais.
Previa-se, também, completar a breve prazo as obras de construção do edifício. O impulso resultante da reforma de 1885 contribuiu para que as últimas décadas de Oitocentos correspondessem a um período áureo da Academia Politécnica, em particular no domínio científico. Algumas das suas publicações, como o "Jornal das Ciências Matemáticas e Astronómicas", fundado em 1877 pelo matemático Francisco Gomes Teixeira, ao qual sucederam os "Anais Científicos da Academia Politécnica", criados em 1905, granjearam à instituição um prestígio e reconhecimento científicos que, inclusivamente, encontravam eco no estrangeiro.
Em Março de 1911, logo após a implantação da República, a reforma do ensino superior então decretada irá extinguir a Academia Politécnica, assim como a Escola Médico-Cirúrgica e a Escola de Farmácia, para criar em sua substituição a Universidade do Porto. A antiga Academia Politécnica desdobrou-se, então, em duas escolas, a Faculdade de Ciências e a Faculdade Técnica, que mais tarde dará lugar à Faculdade de Engenharia. Os alunos de engenharia frequentavam então a Faculdade de Ciências durante três anos, onde adquiriam os indispensáveis conhecimentos teóricos, transitando posteriormente para a Faculdade de Engenharia, onde se aplicavam no estudo das disciplinas práticas, durante outros três anos. Uma fórmula que, com algumas reformas ao longo dos anos, se manteve até quase aos nossos dias.
Quanto ao edifício que inicialmente tinha sido projectado para a Academia Real da Marinha e Comércio e, depois, para a Academia Politécnica, as suas obras só se concluíram em 1930, quando nele já se encontrava instalada a Faculdade de Ciências, ou seja, cento e vinte e sete anos após o início da sua construção.  

Photo Sharing and File Hosting at Badongo.com

(Fonte: http://homepage.oninet.pt/873mzj/memo_a-e.htm#Academia%20Politécnica)


publicado por MJFSANTOS às 09:03
link do post | comentar | favorito
|
www.e-referrer.com
Creative Commons License
O PORTO É UMA NAÇÃO by http://mjfsantos.blogs.sapo.pt is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 2.5 Portugal License.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Horas

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30


.arquivos

.posts recentes

. Red Bull Air Race 09 - No...

. Francesinha nasceu no Por...

. Pelourinho de Ovelha do M...

. Fonte do Ouro - Lordelo d...

. Palacete do Visconde de V...

. Monte do Castelo de Gaia

. Capela de São Martinho – ...

. Ponte D. Zameiro e Azenha...

. Cruzeiro de Azurara - Vil...

. Casa da Praça - Azurara -...

. Manoel de Oliveira explic...

. Porto: Feira do Livro reg...

. Capela de Nossa Senhora d...

. Museu de Arte Contemporân...

. O Dia Em que a Terra Paro...

. Porto vai ter oceanário

. Capela de São João da Igr...

. Ballet Estatal Russo de R...

. Reabilitação do Mercado d...

. IGREJA E EDIFÍCIO DA MISE...

. Casa de Submosteiro Ou Ca...

. Capela do Socorro - Vila ...

. Capela de Nossa Senhora d...

. Capela de Santa Catarina ...

. Pelourinho de Azurara - V...

. Ponte de São Miguel de Ar...

. IGREJA DE S. FRANCISCO DE...

. Casa de São Sebastião ou ...

. Igreja de Santa Clara (La...

. Aqueduto Santa Clara

.favoritos

. Red Bull Air Race 09 - No...

. Francesinha nasceu no Por...

. Manoel de Oliveira explic...

. Porto: Feira do Livro reg...

. Porto vai ter oceanário

. O Dia Em que a Terra Paro...

. Reabilitação do Mercado d...

. Ballet Estatal Russo de R...

. Comerciantes protestam no...

. PSP DESTACA 450 AGENTES P...

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.links

.Rio Douro

.Contador Inicial

casino online
casinos online Online Users

.Contador desde: 1 JAN 08

.subscrever feeds

.Logotipos

Estou no Blog.com.pt maisblogs.net Bookmark and Share blogaqui? Assinar com Bloglines Blogalaxia Ranking de Blogs Subscribe in NewsGator Online PT Bloggers a directoria de blogs Portugueses blog search directory Planeta Gifs e Jogos Free-Dir.net - Um directório em Português. Join My Community at MyBloglog! DigNow.org
blogs SAPO

.Technorati

Technorati Profile Add to Technorati Favorites

.Publicidade