Google
 

Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Red Bull Air Race 09 - No Porto e Gaia a 12 e 13 de Setembro

Portugal continua na rota da Red Bull Air Race World Championship e será este ano a quinta etapa da mais emocionante corrida de aviões de todos os tempos. As novidades são muitas e prometem fazer a diferença; novas cidades, mais pilotos e um formato competitivo que evoluiu em vários aspectos. Em terra e no ar há emoções garantidas entre Abril e Outubro!

 

Pelo quinto ano consecutivo a Red Bull Air Race World Championship promete voltar a encantar com muita acção milhões de espectadores em todo o Mundo. As novidades para 2009 representam uma evolução no conceito daquela que muitos já elegeram como sendo a mais emocionante competição de desportos motorizados da actualidade.

 

Em primeiro lugar, o público português pode desde já descansar. O rio Douro entre as cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia continua a ser um dos cenários de eleição do campeonato. Desta feita, Portugal recebe a quinta etapa - agendada para o fim-de-semana de 12/13 de Setembro. Será a terceira vez que o evento aterra em solo nacional e sempre com índices de popularidade que bateram recordes: 850.000 espectadores em 2007 e um milhão de espectadores presentes em 2008 - Números que fazem da Red Bull Air Race o maior evento desportivo alguma vez realizado em Portugal e uma das maiores concentrações humanas da nossa história.

PILOTOS 2009

Hannes Arch (AUT) (2008 Campeão do Mundo)

Paul Bonhomme (GB) (2º em 2008)

Kirby Chambliss (EUA) (3º em 2008)

Mike Mangold (EUA)

Peter Besenyei (HUN)

Nigel Lamb (GB)

Alejandro Maclean (ESP)

Nicolas Ivanoff (FRA)

Michael Goulian (EUA)

Sergey Rakhmanin (RUS)

Glen Dell (RAS)

Matthias Dolderer (ALEM)

Matt Hall (AUS)

Pete McLeod (CAN)

Yoshihide Muroya (JAP)

 


publicado por MJFSANTOS às 18:24
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sábado, 4 de Outubro de 2008

PSP DESTACA 450 AGENTES PARA O JOGO SPORTING vs PORTO

A PSP vai destacar cerca de 450 agentes para a recepção do Sporting ao FC Porto, domingo, no jogo “grande” da quinta jornada da Liga Sagres. Para este jogo de elevado risco, como definiu hoje a comissária Paula Monteiro, do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, a intervenção das forças de segurança vai incidir em quatro posicionamentos estratégicos. No primeiro, a PSP vai colocar efectivos junto às entradas para o Estádio José Alvalade para apoiar os elementos da segurança particular na revista dos adeptos, evitando a introdução de objectos proibidos. A acção da PSP nos acessos ao interior do estádio estender-se-á igualmente à realização de testes de alcoolemia. O segundo posicionamento resume-se ao acompanhamento das claques organizadas de Sporting e FC Porto até ao interior do estádio. De acordo com dados fornecidos pela comissária Paula Monteiro, a PSP espera 1.150 adeptos do FC Porto organizados em grupo, sendo que cerca de 1.000 pertencem à claque SuperDragões, que serão acompanhados na viagem desde a Cidade Invicta até Lisboa por elementos da PSP Porto. Depois de deixarem os autocarros, perto do anfiteatro do jogo, os adeptos serão encaminhados pela PSP em pequenos grupos até ao interior do Estádio José Alvalade, onde serão instalados nos sectores A7 e A9. A divisão dos adeptos em pequenos grupos é uma prática comum em jogos no Estádio do Sporting, ao contrário do acompanhamento em bloco de todos os elementos das claques para o Estádio da Luz. Quanto aos grupos organizados afectos ao Sporting, a PSP prevê cordões de segurança a 1.250 elementos, pertencendo 700 à Juventude Leonina (sectores A14 e A16), 300 aos Ultra 21 (A17), 250 à Torcida verde (A23) e 20 à Brigada (A13). A terceira área de intervenção resume-se à colocação de agentes da PSP na bancada, entre sectores, e entre as claques organizadas, alguns à civil, e outros dispersos em redor do estádio, no relvado, com cães, e para regularem o trânsito. As ruas Cipriano Dourado, Francisco Stromp e Professor Fernando da Fonseca e as avenidas Craveiro Lopes e General Norton de Matos terão trânsito condicionado. Muito próximo da hora do jogo, com início às 19h45, a PSP vai cortar ao trânsito as ruas Professor Fernando da Fonseca e Hernâni Cidade, permitindo unicamente o acesso a moradores.

Fonte: Sportinvest Multimédia


publicado por MJFSANTOS às 10:31
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Junho de 2008

Oporto Golf Club

 

Oporto Golf Club é o mais antigo clube de golfe de Portugal, inaugurado em 1890, tendo sido seu primeiro presidente Charles Neville Skeffington.

O campo de golfe é um par 71, com um total de 5668 metros, começando num par 4 contra o vento dominante - a célebre nortada - o que o torna bastante difícil. O approach para o green, estreito e de dois níveis, faz com que este primeiro buraco seja um excelente teste para qualquer jogador. Embora os buracos 4 e 11 sejam os de grau de dificuldade superior, reputamos o par 4 número 7 e o par 3 número 14 como o que de melhor se pode desenhar em termos de golfe. Os par 5, tanto o 9 como 18, oferecem normalmente boas condições para birdies, o que não deixa de ser agradável em termos de finais de competição. Com um ambiente soberbo, só possível entre as pessoas tradicionalmente hospitaleiras do norte do país, o Oporto oferece a nível de serviços de Clubhouse excelentes condições, com um restaurante que é um dos lugares favoritos dos seus associados. A famosa Semana de Golfe de Espinho, durante a qual são jogadas as famosas Taças Skeffington, Kendall e Dockery, é um ex-libris do golfe nacional.

 


publicado por MJFSANTOS às 14:55
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

Jorge Nuno Pinto da Costa

Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa é o presidente do Futebol Clube do Porto desde 1982, sendo considerado o grande responsável pelos êxitos nacionais e internacionais do clube desde então. 

 Biografia

Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa nasceu no Porto a 28 de Dezembro de 1937. Do casamento de José Alexandrino Teixeira da Costa e Maria Elisa Bessa Lima de Amorim Pinto, que acabariam por divorciar-se poucos anos depois, nasceram outros quatro filhos: José Eduardo, Maria Alice, António Manuel e Eduarda. Jorge Nuno faz a escola primária no colégio Almeida Garrett, tendo simultaneamente aulas particulares de Inglês e Francês. Aos 10 anos vai estudar para o Instituto Nun'Álvares, mais conhecido por Colégio das Caldinhas, em Santo Tirso, um colégio jesuíta onde estudam os filhos das melhores famílias da região. De regresso ao Porto, consegue o seu primeiro emprego aos 19 anos no Banco Português do Atlântico, onde foi colega de Artur Santos Silva. É mais ou menos por essa altura que inicia a sua ligação ao FC Porto como dirigente, mantendo contudo o seu emprego no banco e trabalhando mais tarde como vendedor de tintas e resinas, até passar a dedicar-se a tempo inteiro ao dirigismo. Publicou em 2005 a sua autobiografia, Largos Dias Têm Cem Anos, com prefácio de Lennart Johansson, presidente da UEFA entre 1990 e 2007.

 

Vida pessoal

Ao regressar ao Porto após vários anos no colégio em Santo Tirso, Pinto da Costa reencontra a filha de um amigo da família com quem convivera na infância, Manuela Carmona, e apaixona-se. Após vários anos de namoro, Manuela é convidada para trabalhar na Alemanha, onde consegue também um emprego para o namorado. Pinto da Costa, não querendo afastar-se do FC Porto, recusa a proposta e pede a namorada em casamento. Casam em Abril de 1964 e o primeiro e único filho do casal, Alexandre, nasce em 1967. Em 1985 Pinto da Costa conhece e apaixona-se por Filomena Morais, e em 1987 nasce da união a sua segunda filha, Joana. Já no século XXI separa-se de Filomena, assumindo o namoro com Carolina Salgado, que viria a terminar em 2005. Após uma separação conturbada de Carolina Salgado, em Outubro de 2007 Pinto da Costa volta a casar com a sua segunda mulher, Filomena.

 

Ligação ao FC Porto

 

De adepto a director

É por influência do tio Armando Pinto, entusiasta de futebol que fora presidente do Famalicão, que Jorge Nuno Pinto da Costa começa a interessar-se por futebol. É o tio quem paga os ingressos do FC Porto x Sporting de Braga, o primeiro jogo a que Jorge Nuno, com 8 anos, assiste no Campo da Constituição, na companhia do seu irmão José Eduardo. Desde então não mais se desligou do clube, nem mesmo quando se encontrava longe do Porto, procurando sempre que possível ouvir o relato das partidas. Quando completa 16 anos, em Dezembro de 1953, a avó materna inscreve-o como sócio do FC Porto.

Após o regresso ao Porto, Jorge Nuno acompanha religiosamente os jogos do clube, sobretudo de futebol e hóquei em patins. Com cerca de 20 anos, é convidado pelo responsável pela secção de hóquei em patins para ocupar o lugar de vogal, e aceita. Em 1962 passaria a chefe de secção, cargo que viria a acumular com o de chefe da secção de hóquei em campo. Em 1967 passa a ser também chefe da secção de boxe, onde conhece Reinaldo Teles, na altura atleta da modalidade.

Em 1969, é convidado por Afonso Pinto de Magalhães a integrar a sua lista para as eleições desse ano como director das modalidades amadoras. Assim, Pinto da Costa assume pela primeira vez um cargo eleito no FC Porto, de 1969 a 1971. No final desse período, apesar de ter sido convidado por Américo de Sá a candidatar-se com ele, recusou o convite por considerar que o novo candidato deveria apresentar-se às urnas com uma lista totalmente renovada.

Em 1976, em conversa com um grupo de amigos e apesar de não se encontrar a desempenhar funções no FC Porto, alguns deles - boavisteiros - provocavam Pinto da Costa por o seu clube ter deixado que o futebolista Amarildo, praticamente contratado, "fugisse" para o Boavista. Em resposta, Pinto da Costa disse apenas que "largos dias têm cem anos", decidindo nesse preciso momento - soube-se mais tarde, aquando da publicação da sua autobiografia - regressar ao dirigismo desportivo. Conversou com o presidente Américo de Sá e comprometeu-se a fazer parte da sua lista nas eleições seguintes como director do departamento de futebol.

Ainda antes das eleições, acertou com José Maria Pedroto, treinador do Boavista, o seu regresso ao FC Porto, onde já havia sido jogador e treinador. Em Maio desse mesmo ano, Pinto da Costa volta a ser dirigente do FC Porto. É com Américo de Sá como presidente, Pinto da Costa como director do futebol e Pedroto como treinador que o FC Porto consegue quebrar, em 1977-78, o jejum de 19 anos sem vencer um campeonato nacional. Apesar disso, o final da década de 70 é um período conturbado para o FC Porto, e Pinto da Costa e Pedroto acabam por deixar o clube em 1980.

 

A presidência

Em Dezembro de 1981 as coisas continuam a correr mal ao FC Porto, e é então que um grupo de sócios se une com o objectivo de convencer Pinto da Costa a candidatar-se à presidência do clube. O "sim" demora a surgir, mas perante a insistência dos sócios Pinto da Costa acaba por aceitar, convidando Pedroto para voltar a treinar a equipa principal. Candidatando-se em lista única, Jorge Nuno Pinto da Costa vence as eleições de 17 de Abril de 1982, tornando-se o 33º presidente do FC Porto (ver a cronologia de presidentes do FC Porto no artigo relativo ao clube).

No mesmo ano, o hóquei em patins do clube, que não havia vencido qualquer título desde a sua implementação em 1955, vence a Taça das Taças, arrancando para um período de ouro que se prolonga até aos dias de hoje. Em 1984, o FC Porto chega à sua primeira final Europeia de futebol, na Taça das Taças, contra a Juventus, da qual sai derrotado por 2-1. Em 1987 vence a Taça dos Clubes Campeões Europeus e a Taça Intercontinental, e depois a Supertaça Europeia relativa à mesma época, já no início de 1988. A década de 90 seria gloriosa para o futebol portista graças à conquista de oito campeonatos, cinco deles consecutivamente - o Penta, feito inédito no futebol português. Já no século XXI o clube azul e branco aumentaria o seu palmarés internacional, vencendo a Taça UEFA em 2003 e a Liga dos Campeões em 2004 sob o comando de José Mourinho e a Taça Intercontinental do mesmo ano já com Victor Fernandez.

 

 

Obra

 

Feitos importantes
  • inserção de publicidade nas camisolas do FC Porto, sendo o primeiro clube português a fazê-lo, em 1983
  • criação da Loja Azul, em 1983, hoje uma cadeia de lojas
  • criação da Revista Dragões em Abril de 1985
  • criação dos prémios Dragão de Ouro em 1986
  • rebaixamento do relvado do Estádio das Antas, aumentando a capacidade das bancadas para 90.000 espectadores, em 1986 (o posterior encadeiramento das bancadas, nos anos 90, voltaria a reduzir a lotação do estádio para 50.000)
  • criação da secção de desporto adaptado em 1986
  • criação da FC Porto, Futebol, SAD, e da FC Porto, Basquetebol, SAD, em 1997
  • construção do Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, inaugurado em 2002
  • construção do Estádio do Dragão, inaugurado em 2003

 

Palmarés

 

Futebol
  • 2 Taças dos Clubes Campeões Europeus/Liga dos Campeões (1987 e 2004)
  • 1 Supertaça Europeia (1987)
  • 1 Taça UEFA (2003)
  • 2 Taças Intercontinentais (1987 e 2004)
  • 15 Campeonatos Nacionais (cinco deles consecutivos, de 1994 a 1999, constituindo um marco inédito no futebol português)
  • 9 Taças de Portugal
  • 14 Supertaças Cândido de Oliveira

 

 Andebol
  • 4 Campeonatos Nacionais
  • 3 Taças de Portugal
  • 2 Taças da Liga
  • 3 Supertaças

 

 Basquetebol
  • 5 Campeonatos Nacionais
  • 10 Taças de Portugal
  • 4 Taças da Liga
  • 4 Supertaças

 

 Hóquei em Patins
  • 2 Taças dos Campeões Europeus (1986 e 1990)
  • 1 Taça das Taças (1982 e 1983)
  • 2 Taças CERS (1994 e 1996)
  • 1 Taça Continental (1987)
  • 16 Campeonatos Nacionais
  • 11 Taças de Portugal
  • 14 Supertaças António Livramento

 

 Outros
  • 4 títulos no boxe
  • 2 títulos no halterofilismo
  • 11 títulos na natação
  • 2 títulos no voleibol
  • dezenas de títulos nas camadas jovens das diversas modalidades

Ligações externas


publicado por MJFSANTOS às 12:37
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Final injusto numa Taça de amargo

A entrega e comprometimento de quem jogou 50 minutos em inferioridade numérica sem se mostrar menor do que o opositor justificava outro desfecho, um final menos amargo, justo, no mínimo, ou apenas qualquer outro que não tivesse sido conduzido por uma arbitragem ardilosa, especialmente hábil na aplicação dúbia da lei, ao jeito de dois pesos e duas medidas, para lá das dúvidas geradas pelo golo negado ao Sporting, por suposto fora-de-jogo, ainda na primeira parte, ou, em especial, depois dele. A Taça está entregue, portanto.

Preliminares não houve. Para estudo mútuo, bastavam às duas equipas os nove meses de convivência na mesma Liga, que os Dragões dominaram de forma suficientemente clara para que a final fosse encarada como um mero tira-teimas. Só uma apreciação demasiado simplista e desonesta poderia atribuir-lhe tal condição.

A análise recíproca fora, obviamente, concluída ainda antes da literal subida ao relvado, pelo que não haveria lugar a estratégias de espera e expectativa. Os primeiros minutos seriam de iniciativa assumida, repartida e, numa fase inicial, confusa, baralhada pela intenção partilhada de gerar o domínio pela imposição de um sector intermediário sobre o outro.

Depois da atenção e elasticidade terem distinguido Nuno na baliza do F.C. Porto, a melhor das respostas azuis e bancas deixou Lisandro a sós com Rui Patrício, já depois de Mariano, numa iniciativa brilhante, ter deixado para trás três adversários. Do lance não surtiu, no entanto, o golo. Nem do mais que se jogou da primeira parte, num aparente equilíbrio em que o Sporting apelava frequentemente ao efeito surpresa do contra-ataque.

O cariz do jogo, extremamente equilibrado, num género característico de encontro decisivo marcado por mais cuidado do que ousadia, não sofreu alteração profunda na segunda metade. Aparte um remate cruzado de Lucho, que falhou as medidas por pouco, o empate nas intenções, projectos e resultado prolongou-se para lá da expulsão de João Paulo, na sequência de um lance duvidoso que já havia deixado Lisandro por duas vezes no chão, no interior da área defendida pelo Sporting.

A inferioridade numérica dos Dragões perdurou no prolongamento, apesar da entrada de Abel sobre Raul Meireles ter justificado a amostragem do segundo cartão amarelo. O tempo extra disputar-se-ia sem o lateral do Sporting apenas porque Paulo Bento entendeu substituí-lo, pouco antes de Benquerença revelar, em novo equívoco, a intenção de terminar a primeira parte ao fim de seis minutos, do que foi demovido pelos próprios jogadores.

Mas mais do mesmo estava para vir. Uma falta clara, evidente (que não carecia de repetição em câmara lenta para gerar o juízo correcto), de Polga sobre Lisandro, no limite da área sportinguista, foi simplesmente ignorada pelo árbitro, lapso que penalizaria duplamente o Tricampeão. Do contra-ataque resultou o golo, que conheceria outras cambiantes de infortúnio entre uma sequência de tabelas. A sorte de quem, em inferioridade numérica, travava já uma luta desigual, estava traçada, ainda antes de Tiuí, precisamente aquele que tomara o lugar do sobrevivente Abel, voltar a marcar.

 

 


 

 

FICHA DE JOGO

Final da Taça de Portugal
Estádio Nacional, em Lisboa
18 de Maio de 2008

Árbitro: Olegário Benquerença (Leiria)
Assistentes: Valter Ferreira e Luís Salgado
4º Árbitro: Hugo Miguel

SPORTING: Rui Patrício; Abel, Tonel, Polga e Grimi; João Moutinho «cap», Miguel Veloso, Iazmailov e Romagnoli; Derlei e Yannick
Substituições: Izmailov por Pereirinha (76m), Abel por Tiuí (91m), Derlei por Gladstone (116m)
Não utilizados: Tiago, Ronny, Vukcevic e Farnerud
Treinador: Paulo Bento

F.C. PORTO: Nuno; Fucile, Pedro Emanuel «cap», Bruno Alves e João Paulo; Lucho, Paulo Assunção e Raul Meireles; Mariano, Lisandro e Quaresma
Substituições: Mariano por Lino (79m), Raul Meireles por Kazmierczak (104m), Paulo Assunção por Tarik (112m)
Não utilizados: Ventura, Stepanov, Bolatti e Farías
Treinador: Jesualdo Ferreira

Ao intervalo: 0-0
Final dos 90 minutos: 0-0
Marcador: Tiuí (111m e 117m)
Disciplina: cartão amarelo a Paulo Assunção (36m), Abel (54m), Raul Meireles (96m), Derlei (101m) e Lucho (113m); cartão vermelho a João Paulo (71m)

 


Fonte site do FCPorto


publicado por MJFSANTOS às 13:06
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

F C Porto - Campeão 2007/08 - (VIDEO)


publicado por MJFSANTOS às 13:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Prenda de Pinto da Costa a Valentim por descobrir

Pinto da Costa e Valentim Loureiro estão livres do célebre inquérito de alegado tráfico de influências sobre a Comissão Disciplinar da Liga de futebol, no âmbito dos processos disciplinares de Deco, Pinto da Costa, Maniche, José Mourinho, Hernâni Silva, Avelino Ferreira Torres e Miklos Fehér. A decisão de arquivamento do processo foi tomada pelo Departamento de Investigação e Acção Penal do Ministério Público (MP) do Porto, após o caso ter sido arquivado, ainda em 2006, pelo Supremo Tribunal de Justiça, contra o juiz-desembargador António Gomes da Silva, então líder da Comissão Disciplinar.

Para arquivar um dos casos que mais polémica provocou no âmbito do processo Apito Dourado - designadamente quando Valentim Loureiro e Pinto da Costa foram detidos para interrogatório no Tribunal de Gondomar -, o procurador responsável argumenta não terem sido encontrados indícios de que tenha havido influências sobre Gomes da Silva (como já defendia o Supremo) nem de que Valentim Loureiro tivesse solicitado, ou que alguém tivesse prometido, "vantagem patrimonial ou não patrimonial para que exercesse a sua influência" no âmbito dos processos disciplinares.

Classificada ainda no MP de Gondomar como eventual vantagem patrimonial recebida por Valentim foi a oferta de um relógio por parte de Pinto da Costa. Só que esta prenda - que a PJ dizia ser de ouro, e de elevado valor, mas que os arguidos negaram, atribuindo o valor de 150 a 200 euros - nunca foi encontrada.

"Das diligências efectuadas pela PJ, seja no processo 220/03.6.6TAGDM [do Tribunal de Gondomar, de onde é original o processo], seja no âmbito do presente inquérito, não foram recolhidos quaisquer elementos indiciadores de solicitação ou oferecimento de vantagem [...]", lê-se no despacho, de três páginas, a que o JN teve acesso.

Mas mais do que isso das conversas escutadas, para a investigação não foi possível descobrir indícios que permitissem estabelecer uma relação de causa-efeito entre a oferta de Pinto da Costa a Valentim e uma suposta promessa de influência sobre o juiz Gomes da Silva. E esta era uma condição imprescindível para se considerar verificado o eventual crime de tráfico de influências, punível, no máximo, com até cinco anos de prisão.

Por outro lado, ao analisar as decisões dos processos disciplinares, o MP considerou que "mostram-se coerentes com os factos neles apreciados e os Regulamentos Disciplinares da Liga Portuguesa de Futebol e da Federação Portuguesa de Futebol, tendo sido objecto de reapreciação pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol".

 

(Fonte: JN)


publicado por MJFSANTOS às 11:46
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Dezembro de 2007

Estádio do Bessa XXI

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Estadio Do Bessa

O Estádio do Bessa Século XXI é o estádio oficial do Boavista Futebol Clube, situado na cidade portuguesa do Porto. Originalmente inaugurado em 1972, o Estádio do Bessa foi reconstruído no início do século XXI, tendo sido palco de três partidas do Euro 2004. O Estádio do Bessa Séc. XXI está situado junto à Avenida da Boavista, no centro da cidade do Porto, com óptimas acessibilidades e parques de estacionamento interiores e exteriores.

Um Estádio Multifunções

Tudo no Bessa foi planeado e projectado ao pormenor e a pensar em eventuais rentabilidades futuras. Daí que o novo estádio seja equipado com um novo sistema que permite a organização de outros espectáculos que não de futebol.

Por esta razão, a bancada sul foi pensada estrategicamente para receber um palco de dimensões que permitam a realização de um concerto de música. Nestas situações o relvado não correrá riscos com a presença em massa do público pois haverá um segundo piso elevado ao relvado que permite, pelas suas características, ventilar e iluminar o tapete enquanto decorrem os espectáculos, sem o danificar.

O Estádio do Bessa tem ao seu dispor infra-estruturas modernas e de elevada qualidade para a realização de eventos desportivos, comerciais, empresariais, culturais ou particulares e que permitem a realização de colóquios, conferências, acções de formação, reuniões, exposições, workshops, exposições, seminários, ou apenas um almoço ou jantar de negócios, o que vai transformar o Estádio no seu Centro de Negócios, ou mesmo a sua Sala de Visitas!

 Estrutura

O Estádio do Bessa XXI de 30.000 lugares, acolheu 3 jogos do Euro2004. Está implantado numa zona urbana de referência da cidade do Porto e integra-se num complexo desportivo em desenvolvimento. Com uma área total de 100.000 metros quadrados, a estrutura do recinto é organizada em quatro bancadas, unidas por quatro torres localizadas nos seus extremos, que albergam os principais acessos verticais ao estádio e infra-estruturas de suporte.

Estes "torreões" e os corredores largos e funcionais das bancadas permitem esvaziar os 30.000 lugares do Bessa em apenas sete minutos, uma situação que muito agradou a comissão de acompanhamento das obras para o Europeu de 2004.

Os materiais de revestimento exterior são predominantemente o betão aparente, tijolo maciço, alumínio e aço, indo ao encontro da zona que envolve o estádio.

O estádio possui, também, parques de estacionamento sob as bancadas norte e poente, com espaço suficiente para albergarem os carros de exteriores das equipas de televisão, autocarros de equipas adversárias e convidados.

 Iluminação,som e sistema de vigilância

Em todo estádio está implementado um sistema de iluminação da Siemens, idêntico do "Stade de France", com 1400 lux de potência, permitindo um índice de iluminação muito superior ao normal.

Quanto ao som, é utilizado um sistema ultramoderno da Philips, com uma óptima propagação de som por todo o recinto.

É também de realçar no Estádio do Bessa os dois painéis digitais de grande dimensão e excelente resolução, colocados nas bancadas poente e nascente.

O sistema de vigilância corresponde às expectativas em termos de modernidade e eficácia. As cerca de 30 câmaras, com visão de 360 graus e sofisticados "zooms", possibilitam o controlo de qualquer incidente e a detecção do foco perturbador do bom funcionamento.

Para finalizar, o sistema de emissão de bilhetes em tempo real, pioneiro em Portugal, possibilita o não estrangulamento no percurso para as bancadas. O sistema de leitura óptica dos torniquetes, ideia copiada da Holanda e aperfeiçoada pelo nosso clube, é o mais evoluído e controla a entrada dos adeptos no estádio, sendo, por exemplo, vedado o acesso às bancadas a um sócio que não tenha as quotas em dia.

 Bancada Poente - a bancada principal

O interior da bancada poente, constituída por oito pisos, serve de quartel general a toda a estrutura organizativa do clube e da SAD que gere o seu futebol profissional e apresenta-se sob o signo da qualidade.

A meio desta bancada situa-se um restaurante panorâmico (restaurante "Boa Vista"), tal como nos grandes estádios europeus. No piso inferior existe um parque de estacionamento e localiza-se o centro da imprensa; segue-se uma zona destinada à organização, bem como os balneários dos árbitros e dos atletas; nos sectores imediatos centram-se as bancadas, os lugares VIP, os camarotes de empresa, os lugares destinados à imprensa, à rádio e os postos de transmissão televisiva, entre outros espaços de utilidade múltipla.

Os serviços de secretaria e a sala de trofeus estão instalados junto ao átrio principal, nas proximidades do local onde está erguida a escultura da pantera, da autoria de José Rodrigues.

Evolução das obras

O Boavista FC foi o único clube com estádio para o Euro2004 que nunca deixou de jogar no seu recinto durante todo o processo de reconstrução.

"Temos de dar os parabéns ao Boavista pelo tremendo esforço de efectuar as obras enquanto recebiam encontros nacionais e internacionais, incluindo uma meia-final da Taça UEFA"

Ernie Walker (presidente do Comité de Estádios e Segurança da UEFA)

Os trabalhos começaram em Junho de 1998 (foi o primeiro dos 10 estádios do Euro a iniciar a sua construção) e a bancada nascente, a primeira a ser reconstruída, ficou pronta em 4 de Agosto de 1999.

Em Janeiro de 2000 iniciou-se a construção da bancada poente - a principal do estádio - onde se situam os balneários, tribuna de imprensa e zonas VIP. Foi inaugurada a 9 de Novembro de 2001, tendo sido posteriormente testada em jogos da UEFA Champions League.

Por fim, a bancada norte foi demolida no final da época 2001/2002, tendo os trabalhos de construção começado após o reposicionamento e rebaixamento do relvado e a bancada sul foi a última a ser inaugurada, em finais de 2003. Todo o processo de remodelação teve em conta a área envolvente e trata-se de uma notável obra de integração.

Inauguração

Inauguração oficial: 30 de Dezembro de 2003 Jogo Inauguração: Boavista 0.0 Málaga Capacidade: 27.590 lugares Nascente Nível 1 - 3760 Lugares Nascente Nível 2 - 770 Lugares Nascente Nível 3 - 3000 Lugares Norte Nível 1 - 4200 Lugares Norte Nível 2 - 3000 Lugares Sul Nível 1 - 4000 Lugares Sul Nível 2 - 3000 Lugares Poente Nível 1 - 3900 Lugares Poente Nível 2 - 460 Lugares Poente Nível 3 - 1500 Lugares

 Sabia Que

Já existiam planos para a remodelação do Estádio do Bessa antes da UEFA ter atribuído a organização do Europeu de Futebol a Portugal, estando projectada a construção de um estádio com capacidade para 24.000 espectadores?

 

(wikipedia)

 



publicado por MJFSANTOS às 00:00
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 8 de Dezembro de 2007

Estádio do Dragão

Imagem:Estadio do Dragao 20050805.jpg


O estádio do Dragão é um estádio de futebol localizado no Porto. É propriedade do Futebol Clube do Porto, que aí normalmente joga os seu jogos em casa. Tem uma capacidade de 52 002 espectadores, todos sentados.

História

O Estádio do Dragão foi construído para substituir o velho Estádio das Antas que abriu as portas em 1952. Foi inaugurado em 16 de Novembro de 2003 num jogo particular com o FC Barcelona e utilizado em 2004 em cinco jogos do campeonato do Euro 2004, foi palco do jogo inaugural deste grande evento desportivo, disputado entre Portugal e a Grécia no dia 12 de Junho, onde a equipa anfitriã foi derrotada por 2-1. Aqui também tiveram lugar os jogos da fase de grupos Alemanha - Holanda e Itália - Suécia, a 15 e 18 de Junho, respectivamente, e ainda o jogo dos quartos-de-final entre a República Checa e a Dinamarca, e a meia-final que opôs a Grécia e a República Checa.

O estádio teve uma construção conturbada. Durante a construção, conflitos entre o presidente do clube, Jorge Nuno Pinto da Costa e o presidente da autarquia, Rui Rio, levaram a sucessivas paragens na obra e adiamentos. O estádio foi projectado pelo arquitecto Manuel Salgado e custou cerca de 98 milhões de euros, dos quais 18,5 milhões pagos pelo Estado.

Durante a construção, houve uma viva discussão sobre o nome a dar ao estádio. "Estádio das Antas", "Novo Estádio das Antas" e "Estádio Pinto da Costa" foram alguns dos nomes propostos. Pinto da Costa recusou o seu próprio nome e escolheu "Dragão" por referência ao dragão que figura nas armas da cidade e no emblema do clube.

O Estádio do Dragão, pela sua excelência, tem servido de inspiração para construções similares noutros países. Dois exemplos: um dos projectos para o novo estádio nacional da Irlanda do Norte, a construir em Maze (perto de Lisburn), tem o Dragão como modelo ; no âmbito do Campeonato do Mundo de 2014 uma delegação constituída por empresários, arquitectos, representantes de clubes, do sector da construção e de governos estaduais e perfeituras visitou os estádios do Euro 2004, tendo elegido o Dragão como o "mais bonito", "harmonioso" e "interessante" dos visitados e um caso "a copiar" no Brasil.

 

Dados Importantes

 

Custo aproximado

€ 98,000,000

 

Realização

Somague

 

Capacidade

52.002 lugares (46º maior da Europa)

 

Iluminação

220 projectores de 2000W (1600 Lux)

 

Som

«Bose» (65.000 Watts)

 

Painéis electrónicos

«Barco» (2 painéis rotativos de 48 m²).

 

Classificação internacional

Grau A - O estádio do Dragão pode ser o palco de qualquer evento futebolístico nacional ou internacional.

 

Certificações

O estádio do Dragão é o primeiro estádio europeu a conseguir a certificação «GreenLight». Esta é uma certificação da Comissão Europeia (através da ADENE - Agência para a Energia), premiando o esforço realizado em termos da utilização racional de energia e na qualidade da iluminação.

 

Distribuição dos lugares de bancada
  • Lugares de bancada - 47.422
  • Lugares de empresa - 1.176
  • Camarotes de família - 1.120
  • Lugares de tribuna - 898
  • Camarotes de venda livre - 596
  • Camarotes de 5 a 6 estrelas - 372
  • Lugares de Imprensa - 194
  • Camarote presidencial - 120
  • Deficientes e acompanhantes - 104

 

Lugares de estacionamento

1.186 lugares (47.749 m²)

  • Venda livre: 516;
  • Vip: 272;
  • Lugares de empresa: 240;
  • Zona Técnica: 100;
  • Zona desportiva: 48.

 

Curiosidades

  • O Estádio do Dragão é considerado, pela FoxSports.com, como um dos "25 Football`s Hallowed Grounds", ou seja, um dos 25 Estádios mais sagrados do futebol mundial
  • O Estádio do Dragão já recebeu um prémio da "European Convention for Construction Steelwork".
  • O Estádio do Dragão foi o primeiro estádio europeu a conseguir a certificação "GreenLight". Esta é uma certificação da Comissão Europeia (através da ADENE - Agência para a Energia), premiado o esforço em termos de utilização racional de energia e na qualidade da iluminação.
  • O Estádio do Dragão está equipado com dois painéis electrónicos, que contém a resolução mais elevada em Portugal e uma das mais elevadas do Mundo.
  • O Estádio do Dragão está equipado com a tecnologia mais avançada em termos de controlo de acessos a bilheteira, tendo torniquetes instalados que permitem a validação de um ingreso adquirido, por exemplo, através do telemóvel.
  • O Estádio do Dragão é de Grau A, o que significa que pode ser palco de qualquer evento futebolístico nacional ou internacional.


(Fonte: Wikipedia)

sinto-me:

publicado por MJFSANTOS às 00:00
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

Académico Futebol Clube - Porto

O ACADÉMICO FUTEBOL CLUBE é um clube desportivo localizado na cidade do Porto em Portugal, que foi fundado em 15 de Setembro de 1911.


  • A origem do Clube que hoje se denomina Académico Futebol Clube - A.F.C. - remonta ao início do século XX, quando um Grupo de Estudantes, essencialmente provenientes do Liceu Alexandre Herculano e que se reunia desde 1909, deu origem em 15 de Setembro de 1911 - data oficial da formação do clube - ao Académico F.C.


  • Secundino Branco Júnior foi o primeiro Presidente desta instituição, cujas instalações destinadas à prática desportiva, eram inicialmente móveis. Em 1923 a capacidade e o espírito empreendedor dos seus orientadores e da sua massa associativa, levaram então ao início da construção do Estádio do Lima. O campo de Futebol - que viria a ser, em 1937, o primeiro relvado a nível nacional - era rodeado por duas pistas: a de Atletismo, em cinza e a de Ciclismo em cimento. Em 1927 ampliaram-se as instalações nos terrenos junto ao estádio e à sede social: campos de Ténis, jardins de recreio, parque de Campismo e Ginásio, completavam assim a grandiosa obra.


  • Por esta altura, o Académico mantinha em actividade centenas de praticantes das mais diversas modalidades, designadamente Futebol, Atletismo, Ciclismo, Râguebi, Ténis, Basquetebol, Hóquei em Campo, Ténis de Mesa, Bilhar e Ginástica, algumas destas pioneiras no norte do País.


  • Um momento bastante marcante para o Clube deu-se em 1931, aquando da distinção com o Grau de Cavaleiro da Ordem Militar de Cristo, passando esta condecoração a fazer parte do seu emblema.


  • Desde que em 1917, a equipa de Futebol masculino foi campeã de segundas categorias, conseguindo o primeiro troféu para este Clube, até aos nossos dias, muitos títulos e personalidades marcaram a história do Académico. Não caberá neste brevíssimo resumo histórico uma referência dilatada a quantos os que fizeram do clube um baluarte do desporto nortenho. Contudo, alguns nomes se devem realçar, essencialmente pela sua particularidade: Manuel Fonseca e Castro, foi o primeiro internacional de futebol de um clube da cidade do Porto; José Prata de Lima, foi o primeiro atleta Olímpico da cidade invicta tendo participado nos Jogos Olímpicos de 1928 na modalidade de Atletismo; e Ribeiro da Silva foi vencedor de duas voltas a Portugal em bicicleta nos anos de 1955 e 1957.


  • Ao fim de 53 anos de vida exemplar e digna, o Académico veio a perder o seu parque de jogos construído no estádio do Lima, não tendo porém perdido o seu idealismo, mantendo acesa a chama que sempre o orientou em toda a sua existência. Operou-se assim a “viragem imposta” na orientação da sua actividade em favor da juventude. Nos terrenos que restaram, ergueu nova obra, construindo dois pavilhões e dois ginásios. Actualmente um dos ginásios deixou de existir e passou a existir uma sala multifacetada, na qual já se praticou Ténis de Mesa e recentemente é privilegiada a competição de Bilhar.


  • Fazem também parte das instalações do Clube, um Bar/restaurante e uma sala de Fisioterapia. Actualmente existem as modalidades de Andebol, Basquetebol, Hóquei em Patins, Montanhismo e Campismo, Karaté, Bilhar, Ginástica, Kung-Fu, Taekwondo, Capoeira, Tiro com Arco e Musculação, encontrando-se a saúde em primeiro lugar, no rol das prioridades do Clube.


  • Dos atletas, dirigentes e sócios que já passaram e contribuíram para a história do Clube, alguns ainda se mantêm pelo Académico F. C., ajudando a construir o que é hoje, uma instituição de utilidade pública de grandes dimensões e com um papel desportivo e social na cidade do Porto, que mais nenhum Clube amador possui. É neste contexto de um clube eclético e que pretende estar ao serviço de uma população abrangente, que surge a carinhosamente denominada MICA - Escola de Desporto do A.F.C.-. Esta Escola está totalmente inserida no espírito jovem, desportivo e de qualidade, que sempre tem preconizado as actividades do Clube e, como tal, apresenta-se como uma alternativa conceptual que pretende também “entrar para a história” do Académico.


  • A parte histórica deste texto, foi adaptado do livroAcadémico Futebol Clube, 75 anos, 1911 – 1986

(Fonte:Wikipedia)


publicado por MJFSANTOS às 09:37
link do post | comentar | favorito
|
www.e-referrer.com
Creative Commons License
O PORTO É UMA NAÇÃO by http://mjfsantos.blogs.sapo.pt is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 2.5 Portugal License.

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 12 seguidores

.pesquisar

 

.Horas

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30


.posts recentes

. Red Bull Air Race 09 - No...

. PSP DESTACA 450 AGENTES P...

. Oporto Golf Club

. Jorge Nuno Pinto da Costa

. Final injusto numa Taça d...

. F C Porto - Campeão 2007/...

. Prenda de Pinto da Costa ...

. Estádio do Bessa XXI

. Estádio do Dragão

. Académico Futebol Clube -...

. Red Bull Air Race World S...

. Red Bull Air Race World S...

. Red Bull Air Race World S...

. GOLO DE MESSI - MELHOR QU...

. TEM TUDO PARA SER FELIZ!

. FC PORTO - 27 DE MAIO DE...

. HINO OFICIAL DO F C PORTO

. FC PORTO HEXACAMPEÃO DE H...

. RALI NO DRAGÃO

. SKI NA RUA 31 JANEIRO NO ...

. ROBIN HOOD (JAPONÊS)

. FCP - campeão de Hoquei P...

. DRAGÕES DE OURO

.posts recentes

. Red Bull Air Race 09 - No...

. PSP DESTACA 450 AGENTES P...

. Oporto Golf Club

. Jorge Nuno Pinto da Costa

. Final injusto numa Taça d...

. F C Porto - Campeão 2007/...

. Prenda de Pinto da Costa ...

. Estádio do Bessa XXI

. Estádio do Dragão

. Académico Futebol Clube -...

. Red Bull Air Race World S...

. Red Bull Air Race World S...

. Red Bull Air Race World S...

. GOLO DE MESSI - MELHOR QU...

. TEM TUDO PARA SER FELIZ!

. FC PORTO - 27 DE MAIO DE...

. HINO OFICIAL DO F C PORTO

. FC PORTO HEXACAMPEÃO DE H...

. RALI NO DRAGÃO

. SKI NA RUA 31 JANEIRO NO ...

. ROBIN HOOD (JAPONÊS)

. FCP - campeão de Hoquei P...

. DRAGÕES DE OURO

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.links

.Rio Douro

.Contador Inicial

casino online
casinos online Online Users

.Contador desde: 1 JAN 08

.subscrever feeds

.Logotipos

Estou no Blog.com.pt maisblogs.net Bookmark and Share blogaqui? Assinar com Bloglines Blogalaxia Ranking de Blogs Subscribe in NewsGator Online PT Bloggers a directoria de blogs Portugueses blog search directory Planeta Gifs e Jogos Free-Dir.net - Um directório em Português. Join My Community at MyBloglog! DigNow.org
SAPO Blogs

.Technorati

Technorati Profile Add to Technorati Favorites

.Publicidade