Domingo, 6 de Abril de 2008

Biblioteca Municipal Florbela Espanca - Matosinhos

 


Biblioteca Municipal Florbela Espanca

Em 7 de Dezembro de 1990, a Biblioteca Municipal passou a chamar-se Biblioteca Municipal Florbela Espanca, poetisa alentejana. nascida em Vila Viçosa, que viveu os últimos anos da sua vida em Matosinhos, onde faleceu aos 36 anos de idade. A Biblioteca possui da escritora uma razoável colecção de documentos, que devem, naturalmente, fazer parte do Fundo Local.

A 9 de Maio de 2005 foi inaugurado o edifício da nova Biblioteca e ”Centro Cultural”, da autoria do arquitecto Alcino Soutinho, passando assim a funcionar neste local a Biblioteca Municipal Florbela Espanca, a Galeria Municipal e o Arquivo Histórico. A transferência para este espaço permite oferecer aos utilizadores e funcionários da Biblioteca, espaço e condições de fruição dos serviços e de realização de outras actividades, e também de condições de trabalho que já se tinham tornando bastante limitadas no edifício do Palacete de Trevões. Assim, a Biblioteca Florbela Espanca, objectiva a adaptação a uma nova realidade, melhorando os serviços prestados à população e tornando-se o centro de uma rede concelhia, através do projecto de criação de pólos de leitura nas diversas freguesias, compromisso assumido com a assinatura do contrato-programa com o IPLB de apoio a construção e montagem da biblioteca.

A Biblioteca Florbela Espanca integra a rede nacional de leitura pública, e como tal assume os fins e objectivos do Manifesto da UNESCO, documento orientador do papel das bibliotecas desta tipologia:

  1. Fins e Objectivos: educação, cultura e conhecimento para todos; promoção do livro e da leitura, mas também das novas tecnologias; conservar, valorizar e difundir o património escrito, especialmente o relativo ao fundo local; fornecer documentos relativos a vários domínios de actividade; difundir informação actualizada e em vários suportes.
  2. Serviços: leitura de presença (periódicos, sala de adultos/fundo local, infantil e juvenil, audiovisual), empréstimo domiciliário (excepto Obras de Referência, Fundo Local, Periódicos e Obras devidamente identificadas), fotocópias, acesso Internet, animação da leitura, biblioteca itinerante.
  3. Suportes: livros, áudio, audiovisuais e multimédia.

Os serviços que presta constam do Regulamento da Biblioteca Municipal Florbela Espanca, documento aprovado em reunião de Câmara e em Assembleia Municipal.

  • 5 Pessoas na equipa técnica
  • 4 Técnicos Superiores de Biblioteca e Documentação
  • l Técnico Superior Relações Públicas
  • 12 Técnicos Profissionais de Biblioteca e Documentação
  • l Auxiliar Técnico de Biblioteca e Documentação
  • l Assistente Administrativo
  • l Auxiliar Técnico de Museografia .

O FUNDO DOCUMENTAL

A biblioteca conta actualmente com um acervo de aproximadamente 77.000 monografias, 280 periódicos, 3200 documentos áudio, 100 audiovisuais. Das 77.000 Monografias que a biblioteca possui cerca de 35.000 encontram-se em processo de catalogação retrospectiva. Destas muitas estão naturalmente desactualizadas, mas outras constituem importante e valioso espólio da Câmara de Matosinhos, designadamente as colecções de arte e os fundos antigos.

Os documentos, em livre acesso, encontram-se distribuídos pelas diferentes áreas e organizados segundo a Classificação Decimal Universal (CDU).

A REDE CONCELHIA DE LEITURA PÚBLICA

Esta rede conta no presente com uma Biblioteca Anexa na freguesia de S. Mamede e com a Biblioteca Itinerante.

A Câmara de Matosinhos pretende dar continuidade a este projecto com a criação de mais anexos ou pólos em outras freguesias ou locais do município de acordo com o número e distribuição dos seus habitantes.

A Biblioteca Anexa de S. Mamede de Infesta a funcionar em dois pisos do edifício da nova centralidade, possui tal como a biblioteca central, serviços de leitura de presença e empréstimo domiciliário destinados ao público infanto-juvenil e adulto, periódicos, fundo-local, fotocópias, Internet, animação da leitura através da Hora do Conto, que se vem realizando aos sábados de manhã.

NOTAS

Emídio José Ló-Ferreira - Visconde de Trevões.
Trevões - nome da aldeia do concelho de S. João da Pesqueira, distrito de Viseu onde nasceu Ló-Ferreira
Imigra para Matosinhos e depois para o Brasil de onde regressa (são os chamados torna-viagem, que no séc. XIX retornavam do Brasil) com considerável fortuna. Homem benemérito foi-lhe por isso atribuído o título de Visconde.


CM-Matosinhos


publicado por MJFSANTOS às 00:41
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Março de 2008

Biblioteca Municipal de Gaia

 

 


 

A Biblioteca Pública Municipal de V. N. de Gaia foi criada em 1933, a partir de um pequeno núcleo de livros, património de uma "Biblioteca Popular".

Ocupou diversas instalações, até que em 1977 ficou concluído o edifício mandado construir pela Câmara Municipal, que a viria a albergar passados dois anos, dando-se início a uma nova etapa na vida da Biblioteca, que viria a fazer dela um verdadeiro pólo de dinamização cultural do concelho.

Assim, a partir de 1979 a Biblioteca passou a funcionar num edifício construído de raíz exclusivamente para esse efeito o que, de uma forma primária e corajosa contrariou a tendência absurda de "aproveitar" conventos e casas senhoriais para nelas instalar bibliotecas ou museus.
A tendência verificada nos últimos anos de uma crescente afluência de leitores, a saturação de alguns dos seus serviços e a necessidade de diversificar os suportes de informação para além dos livros, estendendo-os à documentação audiovisual e multimédia, foram razões mais que suficientes para que surgisse a necessidade de ampliação e remodelação das instalações da Biblioteca.

Em 1987 a Autarquia avança com a 1ª fase do projecto de ampliação, projecto que viria a ser comparticipado mais recentemente pelo Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, permitindo a conclusão da obra.

É esta Biblioteca remodelada e ampliada, dispondo de uma maior gama de serviços, que reabre ao público em 05/11/1997.

SERVIÇOS

Serviços disponiblizados nas instalações da Biblioteca :

Livre acesso às estantes para consulta local de documentos e empréstimo domiciliário.

Referência e informação para orientação dos utilizadores na Biblioteca e apoio nas pesquisas bibliográficas.

PLI - Posto Local Informático
Serviço que se destina à execução de trabalhos escritos em computador.

Fotocópias em regime de auto-serviço.

Informação à comunidade, disponibilizando documentação sobre temas da actualidade e aspectos de interesse para a comunidade local.

Acesso às novas tecnologias de informação, com a disponibilização de PC's , de informação em disquetes, CDrom's e pesquisa na Internet.

Actividades de extensão cultural, assentes fundamentalmente em projectos que tenham por base a aquisição de hábitos de leitura e o prazer de ler, como exposições, encontros com autores, conferências, debates, etc.

Cooperação com as Escolas, através de visitas guiadas à Biblioteca, apoio às Bibliotecas Escolares e participação em actividades de animação.

ESPAÇOS

Átrio
Aqui poderá o utilizador obter todas as informações úteis sobre a Biblioteca e o seu funcionamento, fazer a sua inscrição como leitor, levantar e devolver as obras destinadas a empréstimo domiciliário, informar-se sobre todas as actividades culturais desenvolvidas pela Autarquia em geral e pela Biblioteca em particular, encontrar pequenas exposições/painéis ilustrativos de acontecimentos e temas que funcionarão como propostas ou sugestões para os utilizadores da Biblioteca

Livraria
Aqui poderá adquirir as publicações editadas pela Câmara Municipal e Departamentos dela dependentes, bem como as obras dos autores locais.

Sala de Exposições
Para além das exposições, aqui poderão ocorrer também outras actividades de animação cultural, como concertos, debates e reuniões de interesse para a comunidade.

Secção de Periódicos
Aqui podem ser consultados jornais diários, semanários e revistas de divulgação geral.

Bar
Destina-se a funcionários e utilizadores da Biblioteca, servindo de espaço para uma pausa da leitura, tomar um café ou beber um refresco.

Fundo Local e Regional | Sala Armando de Matos Homenageando o primeiro Director da Biblioteca, ilustre estudioso de temas de genealogia, espeologia e etnografia, recebeu esta sala o seu nome.
Aqui encontra-se reunida boa parte de documentação que respeita a Gaia e à sua região, não só a ligada a um património cultural e natural, mas igualmente a que de alguma forma reflecte o quotidiano desta comunidade. Encontra-se também nesta sala uma variada colecção de monografias regionais que quase cobre todo o território nacional e nela se sirva igualmente um espaço exclusivamente destinado a autores locais. Dispõe ainda de dois gabinetes para trabalhar em grupo, com possibilidade de utilização de PC's e de um serviço de informação à comunidade que recolhe e difunde um conjunto de informações relacionadas com assuntos de interesse geral para os cidadãos.

Sala de Leitura
Dispõe de uma variada colecção de livros organizados por assunto devidamente identificados, podendo ser consultados dicionários, enciclopédias e outras obras de referência.

Sala de Audiovisuais e Documentação Multimédia
Este espaço destina-se à audição de música e visionamento individual de videos e CDrom's. Dispõe de terminais de computadores com acesso à Internet e como documentação de apoio tem à disposição dos utilizadores um conjunto de obras de referência e publicações periódicas sobre espectáculos, música e cinema.

Auditório
Espaço multidisciplinar que permite a realização de diversas actividades nas mais variadas vertentes, desde o simples debate à videoconferência

Espaço Crianças
Este espaço pretende recriar ambientes ligados ao imaginário infantil. É constituído por uma sala de leitura e empréstimo, por "ateliers" de linguagem expressivas e por um pequeno sector de audiovisuais.

Fundo Documental
A Biblioteca tem à disposição dos utilizadores mais de 100.000 livros, documentos audiovisuais e publicações periódicas, que cobrem todas as áreas de conhecimento. Dispõe ainda de alguns documentos manuscritos e de uma importante colecção de Livro Antigo (séc. XVI-XIX).

 


 

Foto: CM-Gaia

Texto: Porto XXI

 


publicado por MJFSANTOS às 10:41
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 12 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30


.posts recentes

. Biblioteca Municipal Flor...

. Biblioteca Municipal de G...

.posts recentes

. Biblioteca Municipal Flor...

. Biblioteca Municipal de G...

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

SAPO Blogs