Sábado, 17 de Maio de 2008

Revivem o passado com carris no futuro

  

Um desfile de antiguidades recupera a história de um meio de transporte que procura, agora, estratégias para continuar a trilhar as ruas da invicta

 

A cidade do Porto assistiu, no passado fim-de-semana, a mais um desfile de carros eléctricos, no Porto. Desde 1994 que a iniciativa promovida, anualmente, pela Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) é acompanhada por várias centenas de pessoas, que por 3,50 ? puderam viajar e reviver a história deste meio de transporte.

 

A marginal portuense reviu, durante a tarde do passado dia 10 de Maio, exemplares históricos que marcaram os trilhos da cidade, no século XX. Tendo como ponto de partida o Museu do Carro Eléctrico (MCE), em Massarelos, o percurso estendeu-se até ao Passeio Alegre, na Foz e, posteriormente, até ao Infante, término da viagem. Durante cerca de uma hora e meia desfilaram algumas daquelas que foram, outrora, as principais linhas da cidade: o 100 - Campanhã, o 247 - Praça ou o 315 - Matosinhos foram alguns dos exemplares a marcar presença num evento que procura preservar e divulgar a vasta colecção de carro eléctricos de valor patrimonial.

 

Ficamos também a saber que o eléctrico número 100, igualmente presente na última edição deste desfile, em 2006, foi adquirido em 1905 pela Companhia de Carris de Ferro do Porto (CCFP), actual STCP, à Companhia Brill. Com mais de 100 anos e totalmente restaurado, este carro tem como particularidade o facto de não possuir salão, sendo que os bancos de madeira ocupam toda a largura disponível, com saída directa pela lateral, aberta. Já o 247, construído na década de 1910, em Inglaterra, viria a ser posteriormente renumerado pela STCP como 118. Terminou a carreira aos 60 anos, em 1990, tendo sido restaurado três anos mais tarde. Ao contrário da maior parte dos eléctricos da colecção de Museu, este veículo está pintado de amarelo, e não de verde. Também a zorra de transporte de carvão deu um ar da sua graça, tendo sido a responsável por abrir as hostilidades.

 

Fundado em 1992, o Museu tem vindo a zelar pela preservação e divulgação de uma vasta colecção de carro eléctricos, atrelados e veículos de mercadorias de valor histórico-patrimonial. Além deste, outros eventos procuram não deixar morrer a história dos meios de transporte portuenses, nomeadamente através da investigação e da exposição das suas colecções de índole cultural, das quais se destacam, entre outras, os ciclos de música "Noites de Massarelos".

 

Eléctricos de regresso à baixa da cidade do Porto

 

No âmbito do programa de requalificação e revitalização do comércio e serviços da Baixa portuense, a STCP iniciou este mês, na Rua de Santa Catarina, a montagem daquela que é última fase do circuito central de via-férrea, com vista ao encerramento do anel da Baixa, possibilitando, em breve, o retorno dos carros eléctricos ao centro histórico da cidade do Porto. A extensão da obra em execução é de 770 metros , dos quais 340 constituem o troço que une Sto. Ildefonso à Praça D. João I enquanto que os restantes 430 estabelecem a ligação entre Elísio de Melo e a Praça Gomes Teixeira.

De acordo com o site oficial da STCP, a obra, orçada em cerca de um milhão de euros, tem como objectivos não só a revitalização do centro da invicta, mas também o melhoramento da mobilidade urbana.

 

Ainda de acordo com a fonte, está a ser utilizado um novo sistema de via-férrea, pré-fabricado, constituído por lajes de betão armado, com dez e doze metros de comprimento e várias toneladas de peso, as quais já têm incorporados os carris, o isolamento vibrático e os cubos de granito. Apesar de antigas, as viaturas mantêm grande parte das suas características originais, tendo sofrido inumeras adaptações tecnológicas, bem como melhorias no sistema de segurança, monitorização e das suas componentes eléctricas.

 


 

(Texto: Daniela Costa)

(Foto: António Sardinha)


publicado por MJFSANTOS às 03:47
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Março de 2008

Ponte do Carro - Guifões - Matosinhos

 


 

Ponte do Carro (Santa Cruz do Bispo/Guifões): Ponte de cavalete com um arco de volta perfeita, construída em alvenaria de granito muito irregular, apresentando uma tipologia construtiva característica da Idade Média (sécs. XII – XIII).
É um interessante exemplo da arquitectura civil pública medieval classificado como Imóvel de Interesse Público pelo Decº 516/71 de 22 de Novembro.

 


 

 


Fotos: José Eduardo Gama/IPPAR


publicado por MJFSANTOS às 11:47
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 12 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30


.posts recentes

. Revivem o passado com car...

. Ponte do Carro - Guifões ...

.posts recentes

. Revivem o passado com car...

. Ponte do Carro - Guifões ...

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

SAPO Blogs