Domingo, 7 de Outubro de 2007

Barco Rabelo

 

Photo Sharing and File Hosting at Badongo.com Photo Sharing and File Hosting at Badongo.com

 

Barco Rabelo

 

Sendo um barco de rio de montanha, o rabelo não tem quilha e é de fundo chato, com um comprimento entre os 19 e 23 metros. A sua construção, de tábuas sobrepostas, tábua trincada, é nórdica, em comparação com a do Mediterrâneo.

Com uma vela quadrada, o rabelo era manejado normalmente por 6 ou 7 homens. Quanto aos mastros, os primeiros só usavam um, enquanto que os segundos usavam também um mastro à proa.

Utiliza um remo longo.

O barco rabelo passou a ter a sua identidade bem definida, a partir de 1792, quando a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto-Douro, publicou os alvarás e mais documentos que se relacionavam com a notável instituição pombalina. Nessa publicação, conhecida vulgarmente por Leis da Companhia, encontram-se preciosos informes, referentes tanto ao barco como aos seus tripulantes, como ainda ao tráfego a que se destinavam.

O Barco Rabelo, destinava-se ao transporte de pipas de vinho através do Douro até às caves em Vila Nova de Gaia.

Actualmente, com uma actividade diferente, os rabelos são utilizados em regatas, passeios no rio Douro (Douro Azul) e outras iniciativas para recordar os seus tempos de glória.


publicado por MJFSANTOS às 09:43
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

Barco Rabelo

 

Photo Sharing and File Hosting at Badongo.com Photo Sharing and File Hosting at Badongo.com

 

Barco Rabelo

 

Sendo um barco de rio de montanha, o rabelo não tem quilha e é de fundo chato, com um comprimento entre os 19 e 23 metros. A sua construção, de tábuas sobrepostas, tábua trincada, é nórdica, em comparação com a do Mediterrâneo.

Com uma vela quadrada, o rabelo era manejado normalmente por 6 ou 7 homens. Quanto aos mastros, os primeiros só usavam um, enquanto que os segundos usavam também um mastro à proa.

Utiliza um remo longo.

O barco rabelo passou a ter a sua identidade bem definida, a partir de 1792, quando a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto-Douro, publicou os alvarás e mais documentos que se relacionavam com a notável instituição pombalina. Nessa publicação, conhecida vulgarmente por Leis da Companhia, encontram-se preciosos informes, referentes tanto ao barco como aos seus tripulantes, como ainda ao tráfego a que se destinavam.

O Barco Rabelo, destinava-se ao transporte de pipas de vinho através do Douro até às caves em Vila Nova de Gaia.

Actualmente, com uma actividade diferente, os rabelos são utilizados em regatas, passeios no rio Douro (Douro Azul) e outras iniciativas para recordar os seus tempos de glória.


publicado por MJFSANTOS às 14:13
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 12 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30


.posts recentes

. Barco Rabelo

. Barco Rabelo

.posts recentes

. Barco Rabelo

. Barco Rabelo

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.tags

. arquitectura

. biografia

. capela

. casa

. cultura

. desporto

. dias comemorativos

. edificios

. estatuas

. fc porto

. fotos

. freguesias

. futebol

. história

. historia

. humor

. igreja

. igrejas

. imagens

. matosinhos

. matriz

. monumentos

. mpp

. musica

. noticias

. noticias e opiniões

. património

. penafiel

. poemas

. porto

. portugal

. póvoa do varzim

. quinta

. românica

. ruas

. slides

. video

. videos

. vila do conde

. vilanovadegaia

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

SAPO Blogs